Atendimento:

Outubro Rosa: Câncer de mama – Vamos falar sobre isso?

Na década de 1990 nasceu o movimento conhecido como Outubro Rosa, para estimular a participação da população no controle do câncer de mama e chamar a atenção da população para esse problema. A data é celebrada anualmente com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e tratamento, e contribuir para a redução da mortalidade.

De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), a partir de 2018, estima-se que cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. O número indica que a cada 100 mil mulheres, cerca de 56 desenvolvem essa condição.

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres de todo o mundo, perdendo apenas para o câncer de pele. De todos os novos casos de câncer descobertos anualmente, cerca de 25% são de mama. Diante dessa realidade, a prevenção continua sendo a melhor medida.

É exatamente esse dado alarmante que impulsiona o Outubro Rosa; um mês dedicado a disseminar informações sobre os direitos e a importância de olhar com mais atenção à saúde da mulher.

A campanha de 2018 tem como tema “Câncer de mama: vamos falar sobre isso?”. O objetivo é fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença. A campanha:

  • enfatiza a importância de a mulher conhecer suas mamas e ficar atenta às alterações suspeitas;
  • informa que para mulheres de 50 a 69 anos é recomendada a realização de uma mamografia de rastreamento a cada dois anos;
  • mostra a diferença entre mamografia de rastreamento e diagnóstica;
  • esclarece os benefícios e malefícios da mamografia de rastreamento;
  • informa que o Sistema Único de Saúde (SUS) garante a oferta gratuita de exame de mamografia para as mulheres brasileiras em todas as faixas etárias.

É necessário que as mulheres se conscientizem sobre a importância do autoexame, sobre as formas de prevenção e tratamento disponíveis. O autocuidado e o conhecimento do próprio corpo são as melhores formas de perceber se há algo diferente e que merece atenção.

Cuide-se!

Leia também:

Agende sua consulta:

Compartilhe: